Selecione a região

Vacheron Constantin

A nossa linha temporal

266 ANOS DE SÓLIDA HISTÓRIA

Desde 1755, a excelência da relojoaria tem sido alvo de uma busca perpétua. Mas, além desta grande história, há muitas outras que vale a pena conhecer e revelar.

1755

O PRIMEIRO MOMENTO

O mestre relojoeiro de 24 anos, Jean-Marc Vacheron, contrata o primeiro aprendiz e funda assim uma empresa manifestando a sua intenção de transmitir os seus conhecimentos. Este contrato pode ser considerado a certidão de nascimento da Vacheron Constantin, tornando-a a fabricante de relógios mais antiga em funcionamento contínuo desde que foi fundada.

1755

O RELÓGIO DE BOLSO MAIS ANTIGO PRODUZIDO POR JEAN-MARC VACHERON

Orgulho do legado da Vacheron Constantin, este relógio com a assinatura J. M: Vacheron A GENEVE no movimento, é o único relógio conhecido que identifica o fundador da marca pelo primeiro nome. Com escape de roda da coroa, inclui ponteiros finamente trabalhados em ouro. O braço do contrapeso, a peça mais visível do movimento, também demonstra um elevado nível de destreza artesanal em arabescos delicados. Esta dupla norma técnica e estética forjou gradualmente a identidade da Maison.

1785

O SUCESSOR: ABRAHAM VACHERON

Em 1785, o filho de Jean-Marc Vacheron, Abraham (1760-1843), assumiu a responsabilidade dos ateliês. Apesar dos problemas que se seguiram à Revolução Francesa e à ocupação de Genebra pelas tropas do Diretório Francês, conseguiu manter a empresa em funcionamento. Na sequência do legado recebido do seu pai, ensinou o ofício da relojoaria ao seu filho, Jacques Barthélémi Vacheron.

1810

O NETO DE JEAN-MARC VACHERON ASSUME A EMPRESA

O neto de Jean-Marc Vacheron, Jacques Barthélémi Vacheron (1787-1864), assumiu a gestão da empresa familiar.

A empresa produz relógios mais complicados, tais como relógios musicais com duas músicas diferentes. Jacques Barthélémi Vacheron foi responsável pelas primeiras exportações dos seus produtos para França e Itália.

1812

O DOMÍNIO DAS COMPLICAÇÕES DESDE SEMPRE

Uma complicação relojoeira é uma função adicional num relógio além da indicação das horas e dos minutos. Este relógio com repetidor de quarto de hora com mostrador esmaltado, fundo de caixa guilloché e gravado da coleção Vacheron Constantin representa o domínio técnico inicial da relojoaria da Maison.

Relógios icónicos
1819

O ENCONTRO COM FRANÇOIS CONSTANTIN

A parceria entre Jacques Barthélémi Vacheron (1787-1864), neto do fundador, e o empresário experiente, François Constantin (1788-1854), deu origem ao novo nome da empresa — Vacheron et Constantin.

Fundadores lendários
1819

O NASCIMENTO DE UM LEMA

Os dois Genoveses partilhavam o mesmo interesse em relógios sofisticados e complicados. François Constantin tinha um apurado sentido para o negócio, abrindo novos mercados ao longo de três décadas de viagens para a empresa. Em 5 de julho de 1819, François Constantin escreveu de Turim ao seu novo parceiro Jacques Barthélémi Vacheron. A sua carta incluía a frase que se tornaria o lema da empresa:

"Faça melhor, se for possível, e isso é sempre possível."

1824

A ARTE RELOJOEIRA INICIAL

Este relógio em ouro amarelo tem uma caixa requintadamente decorada com um mapa de Itália em esmalte champlevé azul. O mostrador de dois tons inclui 12 algarismos romanos acompanhados de escala de minutos e pequenos segundos às 6 horas.

A atenção ao detalhe e a exatidão artesanal são típicas da tradição decorativa de Genebra.

A nossa destreza artesanal
1839

O PANTÓGRAFO LANÇA UM RENASCIMENTO TÉCNICO

Das muitas invenções de G.A Leschaut, o pantógrafo, que permite o fabrico padrão de peças e componentes dos calibres, apresentava-se em vários tamanhos. Foi reconhecido com o prestigiado prémio Prix de la Rive em 1844 pela Société des Arts, "pela descoberta de maior valor para a indústria genovesa."

1869

CRONÓMETRO DE BOLSO

O estabelecimento de concursos de cronometria em muitos países europeus durante o século XIX incentivaram os relojoeiros a melhorar o seu desempenho para conquistarem prémios prestigiados. Desde muito cedo, a Vacheron Constantin apresentou os seus relógios em concursos de cronometria do Observatório de Genebra, conquistando distinções que inauguraram um século de recordes. Ao lado, é apresentado um relógio de bolso cronómetro redondo, em ouro amarelo 18K, pequenos segundos às 6 horas, mostrador em esmalte branco com 11 algarismos romanos e trajeto dos minutos externo, datado de 1869.

1880

O NASCIMENTO DO LOGÓTIPO DA CRUZ DE MALTA

O símbolo da cruz de Malta da Vacheron Constantin foi registado no serviço de registo de marcas comerciais federal da Suíça em Berna. Escolhido para representar a busca pela precisão da empresa, foi retirado do design de um componente do movimento montado na proteção do cilindro para assegurar uma força mais constante da mola e alcançar um ritmo melhor.

1889

UM RELÓGIO DE PULSO FEMININO

Este é um dos primeiros relógios de pulso femininos. O seu advento causou comoção, uma vez que até ao início do século XX, o relógio de bolso não tinha rival.

O relógio assenta numa estrutura delicadamente gravada e finamente trabalhada com uma magnífica bracelete com duas deusas aladas, ao passo que o mostrador é rodeado de diamantes engastados. Uma vez que uma coroa de corda afetaria o design equilibrado, a empresa desenvolveu um engenhoso dispositivo para acertar a hora rodando a luneta.

1906

RELÓGIO DE BOLSO EM ESMALTE CLOISONNÉ

Na Exposição Internacional de Milão de 1906, a Vacheron Constantin apresentou uma coleção de relógios tão bela que o júri atribuiu o Grand Prix à marca.

Este relógio de bolso em ouro amarelo fez parte da coleção. Um padrão de cardos de execução soberba em esmalte cloisonné adorna o fundo, ao passo que o mostrador prateado de dois tons apresenta um fino guilloché manual no centro. As suas características decorativas representam a tradição genovesa no epítome da sofisticação.

1906

A PRIMEIRA BOUTIQUE ABRE AS SUAS PORTAS

No início do século XX, a Maison começou a receber encomendas da Rainha Maria da Roménia, dos irmãos Henry e William James e do Príncipe Napoleão, neto de Jérôme Bonaparte.

Para apresentar os seus relógios de luxo num local adequado, a Vacheron Constantin inaugurou a sua primeira loja no dia 1 de agosto de 1906. No rés do chão do edifício em Genebra.

O nosso legado
1907

O RELÓGIO DE BOLSO ROYAL CHRONOMETER

Em 1907, a Maison apresentou o seu primeiro Royal Chronometer, totalmente diferente de qualquer outro relógio produzido à época e rapidamente se tornou um sucesso internacional. A sua lendária resistência, fiabilidade e precisão foram muito apreciadas pelos proprietários que viviam em climas rigorosos, cujas condições eram prejudiciais para o funcionamento correto do relógio.

1916

RELÓGIO DE PULSO PARA O MARAJÁ DE PATIALA

Durante 1914 e 1915, a empresa criou um pequeno movimento oblongo denominado "le tuyau" — o tubo. Com apenas 26 mm de comprimento e 6,5 mm de largura, antecedeu o movimento baguette, nomeadamente utilizado numa versão curva fabricada em 1916 para esta bracelete feminina, uma peça única adquirida pelo Marajá de Patiala, Bhupinder Singh. Em ouro e diamantes, destaca-se pela engenhosa destreza artesanal da sua caixa com aberturas, entalhada e gravada. O movimento baguette numa placa de base retangular curva permite visualizar as horas em perfil. Doze algarismos árabes adornam um mostrador de prata fosca.

1918

Relógio Packard

Apesar da sua aparente simplicidade, este relógio fabricado para o engenheiro automóvel e colecionador de relógios americano, James Ward Packard, inclui um mecanismo excecionalmente complexo.

O relógio assinala as horas e os quartos de hora à passagem no modo "grande sonnerie", ao passo que a "petite sonnerie" omite as horas a cada quarto de hora. Além disso, este relógio extraordinário assinala os meios quartos de hora. Entre as suas outras características encontra-se o balanço de compensação Guillaume, o vidro de cristal de rocha e uma caixa gravada em ouro de 20 quilates com o monograma do proprietário em esmalte azul no fundo.

1921

UM RELÓGIO DE PULSO PARA O MERCADO AMERICANO

Este relógio de pulso vanguardista com caixa em forma de almofada foi produzido em segredo para o mercado americano durante os loucos anos vinte. A coroa à 1 hora e a posição do mostrador em esmalte branco com os seus 11 algarismos árabes, escala de minutos e pequenos segundos, apresentava a hora num olhar de relance.

Este relógio notável, em sintonia com o carácter aventureiro da década de 1920, reflete as técnicas e o espírito criativo da Vacheron Constantin. Este modelo emblemático foi recuperado em 2008 com o lançamento do relógio "Historiques American 21".

1929

RELÓGIO DE BOLSO GRANDE COMPLICAÇÃO

Em 1929, os residentes Suíços no Egito apresentaram este relógio ao Rei King Fuad I.

Combina um cronógrafo, um calendário perpétuo, um repetidor de minutos e "grande sonnerie"/"petite sonnerie" numa obra-prima da relojoaria. As armas reais em esmalte decoram o fundo de caixa. O relógio de bolso em ouro amarelo tem um mostrador prateado com 10 algarismos árabes em preto, abertura para o dia e a data às 12 horas, submostrador para o mês e o ano às 9 horas, contador de 30 minutos às 3 horas, idade e fases da lua com pequenos segundos às 6 horas.

1932

O PRIMEIRO RELÓGIO HORAS DO MUNDO COM 31 FUSOS HORÁRIOS

Em 1932, uma colaboração com Louis Cottier resultou na criação do primeiro relógio Horas do Mundo com "sistema Cottier", conhecido pela referência 3372. O seu movimento mecânico único apresenta 24 fusos horários utilizando um disco que roda em torno do mostrador central e de uma luneta exterior, de que constam os nomes de 31 grandes cidades mundiais. Foi o primeiro exemplo de uma complicação útil ainda presente na nossa oferta presente.

1946

CRIAR UM RELÓGIO PARA O REI FAROUK

A Vacheron Constantin criou um dos seus relógios mais complicados para o Rei Farouk, filho do Rei Fuad I do Egito, que herdou o gosto do seu pai pela alta relojoaria. Foram necessários cinco anos para concluir esta obra-prima, que combina 14 complicações.

1954

MARLON BRANDO USOU UM RELÓGIO VACHERON CONSTANTIN PARA RECEBER O SEU OSCAR

O famoso ator Americano Marlon Brando recebeu este relógio, referência 4877, com mostrador guilloché manual como presente de Zsa Zsa Gabor no dia 24 de junho de 1954, para celebrar o seu Oscar de Melhor Ator. Atualmente, este relógio único gravado no fundo com a dedicatória de Zsa Zsa Gabor figura da Coleção Privada de Legado da Maison Vacheron Constantin.

1955

O RELÓGIO DE PULSO ULTRAPLANO

Por ocasião do seu bicentenário, a Maison afirmou a sua vocação de criar os relógios mais elegantes. A Maison lançou o movimento de corda manual mais fino de sempre; com apenas 1,64 mm, é tão fino quanto uma moeda de 20 cêntimos suíços. O calibre 1003, que exibe atualmente o Punção de Genebra, tornou-se representativo dos movimentos ultraplanos.

1955

O CRONÓGRAFO DE PULSO COM ESCALA DE TACÓMETRO

Com magníficas asas em forma de chifres, esta caixa antimagnética e resistente à água em ouro amarelo protege o movimento de cronógrafo com roda de colunas com contador do tempo decorrido. Um escudo em ferro macio protege o movimento dos campos magnéticos. O mostrador inclui um contador de 30 minutos às 3 horas e pequenos segundos às 9 horas. O estilo desenvolvido deste relógio torna-o um dos cronógrafos mais atrativos da sua época.

1956

6073

Um mostrador clássico, uma caixa audaciosa e componentes técnicos vanguardistas. O modelo 6073 testemunha a criatividade da Maison e a sofisticação da relojoaria na década de 1950. Continua a ser uma peça notável em mais do que um sentido. Redondo, fino, elegante – um relógio com uma caixa única em que cada saliência representa uma parte da Cruz de Malta.

1957

O ESTILO CLÁSSICO DA VACHERON CONSTANTIN

Concebido nos anos 50, quando a elegância voltou à ribalta, este relógio redondo convencional ultrafino encarna o estilo clássico da Vacheron Constantin, oferecendo simultaneamente uma fiabilidade excecional. A ausência de decoração exterior e o design controlado são tudo o que é necessário, desde que cada detalhe sirva para acentuar as linhas puras e a beleza de um design intemporal.

Em 2004, o modelo Patrimony prestou todas as honras a este estilo icónico numa reinvenção do look clássico.

1972

DIPLÔME DU PRESTIGE DE LA FRANCE

Em junho de 1972, o governo francês atribui à Vacheron Constantin o raro e cobiçado Diplôme du Prestige de la France. A Maison lançou um relógio de pulso com um novo design, com uma caixa curva assimétrica e um movimento oval.

A Vacheron Constantin tornou-se, assim, a primeira empresa de relojoaria a obter tal honra.

1977

A GRANDE AVENTURA DO 222

Lançado em 1977 para celebrar o 222º aniversário da Maison. A sua caixa monobloco, numa bracelete integrada, apresenta uma luneta aparafusada estilo escotilha que oferece elevada resistência em ambientes hostis. Graças ao seu carácter único, este modelo icónico tornou-se nos últimos 40 anos um dos designs mais reconhecíveis da Vacheron Constantin, inspirando outra linha reconhecível, a coleção Overseas.

Relógios icónicos
1979

Kallista
UM DESLUMBRANTE TOUR DE FORCE

Esculpido a partir de um lingote de ouro de um quilograma e com 118 diamantes, totalizando 130 quilates, o modelo Kallista (palavra grega que significa "mais bonito") assume-se como uma das mais deslumbrantes criações de relojoaria.

Foram necessários cinco anos para combinar todos os diamantes de lapidação esmeralda e mais de 6000 horas de trabalho para completar a obra-prima.

1992

CALIBRE 1755 - O REPETIDOR DE MINUTOS MAIS FINO DO MUNDO

Consciente da sua tradição de mestria em movimentos ultrafinos, a Maison recriou um movimento de repetição de minutos ao estilo dos que produziu nos anos 40.

Lançado em 1922, o calibre 1755 tornou-se o repetidor de minutos mais fino do mundo, com apenas 3,28 mm de espessura.

1994

UMA HOMENAGEM A MERCATOR

O matemático e geógrafo flamengo, cujo verdadeiro nome era Gerhard Kremer, desenhou as primeiras representações planas do globo para os navegadores. Como as viagens são um tema recorrente na Vacheron Constantin, a Maison decidiu assinalar os 400 anos do falecimento do cartógrafo através do lançamento de uma coleção em seu nome.

Os belos mostradores em esmalte apresentavam os diferentes mapas dos hemisférios, desenhados pelo próprio Mercator. Os ponteiros retrógrados em forma de divisores foram concebidos especialmente para a ocasião.

1996

O ESPÍRITO DAS VIAGENS

1996 assinala o nascimento da coleção Overseas, através da qual a Vacheron Constantin acolhe a vertente técnica e desportiva da alta relojoaria. O design estrutural deste relógio com as suas linhas naturalmente elegantes e simples adota o tema contemporâneo das viagens. O estilo puro reflete a sua excelência mecânica.

2001

LADY KALLA

A Vacheron Constantin ganhou o "Aiguille d'Or" - o primeiro Grand Prix d'Horlogerie de Genève com o relógio de alta joalharia Lady Kalla.

2004

O RELANÇAMENTO DE PATRIMONY

Perfeição circular, a busca do essencial: a coleção Patrimony é o arquétipo da pureza estilística. Relançada em 2004, refletindo uma abordagem deliberadamente minimalista que atinge um belo equilíbrio entre curvas e linhas alongadas, esta coleção afirma a sua personalidade através de caixas esguias cuja elegância se inspira nos modelos Vacheron Constantin dos anos 50.

2004

A ABERTURA DA SEDE INTERNACIONAL EM PLAN-LES-OUATES (SUÍÇA)

No dia 9 de agosto de 2004, a Vacheron Constantin adquiriu a sua nova Manufatura em Plan-les-Ouates.

O edifício contemporâneo, projetado pelo famoso arquiteto Bernard Tschumi, em forma de cruz de Malta estilizada cortada a meio, reúne os departamentos de gestão, administração e ateliês sob o mesmo teto.

Descubra a nossa Maison
2005

A CELEBRAÇÃO DE 250 ANOS DE DESTREZA ARTESANAL DE EXCELÊNCIA

Para comemorar um quarto de milénio, a Vacheron Constantin lançou uma coleção de cinco criações incríveis que prestam homenagem a todos os ofícios envolvidos na arte da relojoaria da Maison.
Nesta ocasião, a Maison apresentou um relógio misterioso único numa esfera em ouro rosa gravada à mão, que revela um relógio muito complicado e o relógio Tour de l'Île, o relógio mais complicado alguma vez criado.
O Grand Prix d’Horlogerie de Genève atribuiu o Grande Prémio "Aiguille d'Or" ao relógio Tour de l'Île da Vacheron Constantin.

2007

Les Masques

Em 2007, a Vacheron Constantin apresentou a coleção Métiers d'Art Les Masques. Uma longa viagem levou os seus mestres relojoeiros através do tempo e do espaço, em busca das próprias raízes da humanidade e de uma reflexão sobre uma das mais belas expressões da alma humana. Assim, foram selecionadas doze máscaras da coleção Barbier-Mueller para serem reproduzidas em ouro. Situam-se majestosamente no centro do mostrador. Esta coleção reflete intrinsecamente a história da Vacheron Constantin e o seu espírito de abertura ao mundo. 

2015

260º ANIVERSÁRIO DA DERRADEIRA REFERÊNCIA 57260

Revelada no dia 17 de setembro de 2015, por ocasião do 260º aniversário da Maison, a Referência 57260 corresponde ao relógio mais complicado alguma vez criado. Foi concebido ao longo de um período de 8 anos e combina 57 complicações no total. Encomendada por um colecionador dedicado, a Referência 57260 faz parte do serviço Les Cabinotiers, perpetuando a nossa tradição de excelência à medida dos desejos individuais. O Grand Prix de l'Horlogerie de Genève atribuiu o Prémio do Júri à Referência 57260 da Vacheron Constantin.

2017

O CELESTIA ASTRONOMICAL GRAND COMPLICATION

A Vacheron Constantin apresentou o modelo Les Cabinotiers Celestia Astronomical Grand Complication 3600, um relógio excecionalmente complicado. O seu calibre 3600, um movimento mecânico de corda manual que inclui 23 complicações também integra três fusos horários diferentes com três mecanismos dedicados. A reserva de marcha de três semanas é assegurada por três cilindros, agrupados em três. Verdadeira proeza da miniaturização e engenharia, este calibre com apenas 8,7 mm de espessura inclui 514 componentes no total. O Grand Prix d’Horlogerie de Genève atribuiu o prémio Mechanical Exception Watch Prize ao relógio Les Cabinotiers Celestia Astronomical Grand Complication 3600 da Vacheron Constantin.

2018

LANÇAMENTO DO FIFTYSIX

Fiftysix, um nome e uma data que evocam um modelo emblemático da Vacheron Constantin, datado de 1956. Elegante, moderna e descontraída, esta coleção de estilo categoricamente cosmopolita expressa a sua personalidade através do contraste entre o classicismo do mostrador e a ousadia da caixa. A última é notavelmente inspirada no emblema da Maison em forma de cruz de Malta, que podemos encontrar na massa oscilante rendilhada em ouro rosa.

2020

ÉGÉRIE

Uma nova coleção dedicada às mulheres. O encontro de dois mundos, Haute Horlogerie e Haute Couture, pelo prisma da destreza artesanal, precisão, excelência e beleza. A nova musa relojoeira da Maison chama-se Égérie. Esta nova coleção estabelece o rosto da feminilidade da relojoaria de acordo com a Vacheron Constantin. Um relógio com um aspeto clássico "ornamentado" com um toque de astúcia que reflete a mulher atual: inspiradora, independente e carismática.

CONHEÇA NOSSOS RELÓGIOS PESSOALMENTE

Visite-nos e conheça o savoir-faire relojoeiro genuíno, diretamente no seu pulso, em uma de nossas boutiques ao redor do mundo.

EXPLORE NOSSAS BOUTIQUES