Relógios icônicos

A REPRESENTAÇÃO DO QUE TORNA A VACHERON CONSTANTIN EXCEPCIONAL

Existem alguns relógios que deixam sua marca no tempo e no mundo da Alta Relojoaria. Sejam eles relógios com complicações ou obras de arte, eles são excepcionais e cada um reflete uma técnica única e uma estética característica. De 1755 até hoje, estes são os relógios que inegavelmente criaram a lenda da Vacheron Constantin.

1755

O PRIMEIRO RELÓGIO CONHECIDO DE JEAN-MARC VACHERON

Orgulho e alegria do patrimônio da Vacheron Constantin, esta peça em prata com a assinatura “J.M. Vacheron à Genève” no seu movimento é o único relógio conhecido que identifica o fundador da Maison pelo seu primeiro nome. Apresentando um escape de coroa matriz, este relógio é decorado com "ponteiros em ouro com entalhes delicados". O equilíbrio finamente trabalhado na parte mais visível do movimento também é evidência do domínio perfeito deste savoir-faire. Estes elevados padrões técnicos e estéticos viriam a fazer parte da identidade da Vacheron Constantin.

1824

ITALY

Este relógio de bolso em ouro amarelo é sutilmente decorado com um mapa da Itália, gravado e esmaltado com a técnica champlevé. Seu mostrador prateado inteiramente em guilhochê é decorado com 12 algarismos romanos esmaltados dispostos em um círculo horário. O submostrador de pequenos segundos em guilhochê também apresenta um padrão xadrez surpreendentemente moderno. A atenção aos detalhes e a perfeição no artesanato são características da tradição decorativa de Genebra.

1907

CHRONOMÈTRE ROYAL

A Maison lançou seu primeiro Chronomètre Royal em 1907 e teve o nome registrado. Este cronômetro de bolso realmente se destacou dos outros relógios fabricados na época e rapidamente se tornaria um sucesso mundial. A sua lendária durabilidade, confiança e precisão foram muito apreciadas por aqueles que viviam em climas considerados, até então, inadequados para o bom funcionamento de um relógio.

1916

O MARAJÁ DE PATIALA

Entre os anos 1914 e 1915, a Maison cria um pequeno movimento elíptico chamado “Le Tuyau” (o cachimbo). Precursor do movimento baguete, com 26 mm de comprimento e 6,5 mm de espessura, este calibre foi utilizado em uma versão curva para criar um relógio de pulso absolutamente deslumbrante. Feito de ouro, platina e diamantes, o relógio se destaca graças ao engenhoso trabalho artesanal da sua caixa vazada, entalhada e gravada. Esta peça presumivelmente única foi encomendada por Sir Bhupinder Singh, Marajá de Patiala.

1918

JAMES WARD PACKARD

Por trás da sua aparente simplicidade, este relógio de bolso esconde um mecanismo excepcionalmente complexo. Criada para o famoso fabricante de automóveis e colecionador de relógios americano James Ward Packard, esta peça combina várias complicações particularmente únicas: cronógrafo com contador de 30 minutos, petite sonnerie e grande sonnerie e repetidor de quartos de hora e meio quarto de hora. Entre suas outras características estão o balanço de compensação Guillaume, um vidro feito de cristal de rocha e uma caixa entalhada em ouro 20K, personalizada com o monograma do proprietário em champlevé com esmalte azul.

1921

AMERICAN

O design em formato de almofada faz parte do portfólio da Vacheron Constantin desde o final da década de 1910. Nos loucos anos 1920, os relógios de bolso ainda dominavam as tendências. Usar este tipo de relógio de pulso era um forte sinal de modernidade, o que fez grande sucesso entre a clientela americana.  Este modelo raro torna-se incomum pela posição da coroa à 1 hora. Foi produzido para canhotos e destros por um curto período de dez anos. Os primeiros movimentos dos relógios de pulso baseavam-se em construções de movimentos de relógios pendentes.  Referenciados no calibre 11''' ART, foram finalizados com acabamentos clássicos de relógio de bolso, como pontes e placas principais douradas. Dentro destes calibres, criou-se um acabamento especial para o mercado americano, que era conhecido pelos seus clientes exigentes.  As variações foram os calibres 11'''62 e 11'''78, que foram equipados com um rubi extra. Suas pontes e placas principais eram geralmente feitas em liga de prata alemã, o que naturalmente as protegia contra a corrosão.

1923

LES BERGERS D'ARCADIE

Este magnífico relógio de bolso é decorado com uma miniatura em esmalte da pintura pastoral “Os Pastores de Arcádia”, de Nicolas Poussin. A esmaltagem foi realizada por Louise Goll, uma das principais miniaturistas do início do século XX em Genebra. A contracapa apresenta uma gravura baseada em uma pintura de Léopold Robert, “Chegada dos Colhedores aos Pântanos de Pontins”, abaixo da qual se encontra um trecho da partitura da Sinfonia Pastoral de Beethoven. Obra-prima da coleção, com um movimento inteiramente gravado à mão, mostra o talento dos artesãos da Maison, prova de que a técnica artesanal artística é inseparável tanto da história da Alta Relojoaria de Genebra quanto da Vacheron Constantin.

1931

Arca

Produzido em 1931 e usado para alimentar o relógio Arca, este movimento esqueletizado patenteado com reserva de marcha de 30 dias apresenta escape de força constante. Patente nº 142508 foi registrado em 1929 pelo renomado relojoeiro Philippe René Jaccard, famoso por seu trabalho com cronômetros e calibres de força constante. Nesse mesmo ano, a Vacheron Constantin venceu o concurso “Concours de la Rive” organizado pela Société des Arts. O objetivo deste prêmio era recompensar a utilização de um sistema de força constante R. Jaccard em um relógio de bolso. Um modelo muito semelhante (número de referência 3354) foi apresentado na Exposição Nacional Suíça em Zurique em 1939.

1932

HEURE UNIVERSELLE

Em 1932, a colaboração da Vacheron Constantin com Louis Cottier levou à criação do primeiro relógio com o sistema Cottier, o Heure Universelle, número de referência 3372. Seu movimento mecânico exclusivo mostra 24 fusos horários usando um disco que gira em torno do mostrador central e uma luneta externa que contém a inscrição dos nomes das 31 principais cidades do mundo. Uma nova complicação que respondeu perfeitamente à evolução dos meios de comunicação e transporte. Sempre presente nas coleções atuais da Maison, esta complicação sofreu múltiplos desenvolvimentos, muitas vezes devido à situação geopolítica de diferentes países.

1943

4293

Este relógio de pulso altamente complicado, com caixa de 38 mm em ouro rosa, apresenta um repetidor de minutos e um calendário triplo com indicação das fases da Lua. Esta peça é a combinação perfeita do emblemático modelo da Vacheron Constantin da década de 1940, especialmente com suas hastes em forma de gota, com um alto nível de habilidade técnica relojoeira, expressa através do calibre excepcional.

1946

FAROUK

A Vacheron Constantin cria um de seus relógios com mais complicações para o Rei Farouk, filho do Rei Fuad I do Egito, que herdou de seu pai o apreço pela Alta Relojoaria. Foram necessários cinco anos para a realização desta obra-prima, que apresenta 14 complicações. Este relógio de toque com duas engrenagens é feito em ouro amarelo 18K. Possui repetidor de minutos de carrilhão com grande sonnerie e petite sonnerie equipado com três gongos e três martelos, cronógrafo com fração de segundos e contador de 30 minutos, calendário perpétuo, indicador de fase e idade da Lua, alarme e dois indicadores de reserva de marcha.

1948

BOISROUVRAY

Este requintado relógio de bolso sem chave com uma grande caixa Hunter em ouro 18K apresenta um balanço Guillaume. É composto por um carrilhão repetidor de minutos com três martelos tocando três gongos, um calendário perpétuo com indicação do ano bissexto e das fases da Lua, um cronógrafo de fração de segundos, um contador totalizador e até mesmo um alarme. Esta peça foi vendida ao Conde Guy de Boisrouvray em 1948. Até 2015, esta grande complicação foi o terceiro relógio mais complicado já produzido pela Vacheron Constantin.

1977

222

Este relógio característico foi lançado em 1977 para marcar o 222º aniversário da Maison. Sua caixa monobloco com uma pulseira ajustada apresenta uma luneta aparafusada estilo escotilha, proporcionando resistência ao desgaste em ambientes agressivos. O seu caráter único fez desta peça emblemática um dos modelos mais reconhecidos da Vacheron Constantin durante décadas. O 222 também inspirou uma coleção igualmente notável, a linha Overseas.

1979

KALLISTA

Esculpido em um lingote de ouro de um quilo e cravejado com 118 diamantes totalizando 130 quilates, o modelo Kallista (palavra grega que significa “o mais belo”) é considerado uma das mais esplendorosas criações relojoeiras. Foram necessários cinco anos para lapidar e combinar todos os diamantes e mais de 6 mil horas de trabalho para concluir esta obra-prima.

1994

MERCATOR

A esmaltagem é uma especialidade da Maison e já apareceu em diversos modelos, sendo um dos mais conhecidos o que é dedicado a Mercator (1512-1594). Este célebre matemático e geógrafo flamengo, cujo nome verdadeiro era Gerhard Kremer, desenhou as primeiras representações planas do globo terrestre. Como viajar é um tema recorrente na Vacheron Constantin, a Maison decidiu marcar o 400º aniversário da morte do cartógrafo lançando uma coleção em seu nome. O mostrador reproduz em esmalte os mapas dos hemisférios desenhados pelo próprio Mercator e os ponteiros retrógrados em forma de bússola foram concebidos especialmente para a ocasião.

2005

TOUR DE L’ÎLE

Obra-prima apresentada pela Vacheron Constantin para marcar o seu 250º aniversário, este relógio é superlativo em todos os aspectos. Com uma combinação sem precedentes de 16 grandes complicações, o Tour de l’Île é o relógio de pulso de dois lados mais complicado já produzido em uma série. Apenas sete modelos foram criados. Ele iria ganhar o Grand Prix de l’Aiguille d’Or no Grand Prix d’Horlogerie de Genève.

2007

MÉTIERS D’ART LES MASQUES

Em 2007, a Vacheron Constantin apresentou a coleção Métiers d’Art Les Masques. Uma longa viagem através do espaço e do tempo até chegar às raízes da humanidade. Doze máscaras da coleção Barbier-Mueller foram selecionadas para serem entalhadas e gravadas em ouro, sendo que essas miniaturas foram posicionadas majestosamente no centro do mostrador. Esta coleção reflete intrinsecamente a história da Vacheron Constantin e seu espírito de abertura para o mundo.

2009

PHILOSOPHIA

Este relógio sob encomenda especial oferece uma ideia diferente do tempo, combinando a Alta Relojoaria e uma visão filosófica do tempo. Inspirado na coleção Traditionnelle, este relógio apresenta um único ponteiro que indica as horas em um mostrador de 24 horas. Outras complicações solicitadas pelo colecionador que o encomendou incluem um repetidor de minutos, um indicador de fases da Lua, um turbilhão e um indicador de reserva de marcha. Nada menos que 552 peças foram utilizadas na produção desta obra-prima da relojoaria.

2015

REFERÊNCIA 57260

Revelado em 17 de setembro de 2015, no aniversário de 260 anos da Maison, a referência 57260 é o relógio mais complicado já feito. Foram necessários oito anos completos para desenvolver esta peça excepcional, que apresenta, como o próprio nome indica, 57 complicações. Encomenda especial de um colecionador apaixonado e sábio, a referência 57260 demonstra mais uma vez o savoir-faire do departamento Atelier Cabinotiers, dando continuidade à tradição da excelência sob medida. A referência 57260 ganhou o Prêmio do Júri no Grand Prix de l'Horlogerie de Genève.

2017

CELESTIA

Um relógio excepcionalmente complicado. Não há melhor maneira de descrever o Les Cabinotiers Celestia Astronomical Grande Complicação 3600. Seu calibre 3600, um movimento mecânico com corda automática, possui 23 complicações e permite a leitura das horas civil, solar e sideral, cada uma acionada por seu próprio mecanismo de engrenagens. É o auge da habilidade técnica, com um calibre totalmente integrado e 514 peças em apenas 8,7 mm de espessura. Seus seis cilindros garantem três semanas de marcha.

2019

TWIN BEAT

Quando usado, o movimento Traditionnelle Twin Beat com calendário perpétuo funciona em uma alta frequência que está alinhada aos estilos de vida agitados e modernos, exibindo em seu mostrador as horas, minutos, data, mês, ciclo de ano bissexto e reserva de marcha. Uma façanha de habilidade técnica, esta peça única utiliza um sistema mecânico com patente pendente que permite a alternância instantânea entre o modo ativo de alta frequência (5 Hz, 36.000 alternâncias por hora) e o modo standby de baixa frequência (1.2 Hz, 8.640 alternâncias por hora). Os balanços tanto do modo ativo quanto do standby são acionados pelo mesmo cilindro da mola principal, que é a forma mais eficiente de distribuir a energia e a única de alcançar uma só indicação de reserva de marcha. Quando o relógio não está sendo usado, ele permite uma reserva de marcha estendida de pelo menos 65 dias.

2021

O renascimento de um ícone

Para assinalar o 100º aniversário do relógio American 1921, a Vacheron Constantin se aprofundou no próprio acervo e savoir-faire relojoeiro para oferecer uma reprodução fiel deste relógio emblemático de uma época.

Esta criação excepcional e única mobilizou a notável experiência do ateliê de Restauração da Maison e do departamento de Patrimônio durante um ano inteiro.

Esta abordagem pode ser a primeira na indústria relojoeira, refletindo o compromisso da Vacheron Constantin com a conservação, transmissão e enriquecimento contínuo do seu patrimônio e de habilidades tradicionais.

O SÍMBOLO DA EXCELÊNCIA

Os prêmios e distinções não são certamente um fim em si mesmos. O reconhecimento dos nossos pares, no entanto, reflete o trabalho e o compromisso dos nossos Mestres Relojoeiros e Artesãos.

CONHEÇA NOSSOS RELÓGIOS PESSOALMENTE

Visite-nos e conheça o savoir-faire relojoeiro genuíno, diretamente no seu pulso, em uma de nossas boutiques ao redor do mundo.