60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos

janeiro 2009

Auditório Paulo VI

Noite memorável com a Vacheron Constantin na celebração do 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos no Vaticano

A manufatura Vacheron Constantin tem grande orgulho em ter prestado seu apoio para o concerto organizado no Vaticano por ocasião da comemoração do 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Pela primeira vez na história, uma mulher regeu um concerto no Vaticano. Em 10 de dezembro de 2008,
a orquestra Branderburgishes Staatsochester Frankfurt, regida por Inma Shara e com a participação do grande pianista Boris Berezovsky, apresentou-se no auditório Paulo VI com um repertório extremamente variado e comovente que incluiu peças de Mozart e Pochielle, entre outros grandes compositores.

Estiveram presentes ao concerto o presidente da República Italiana Giorgio Napolitano, o prefeito de Roma Gianni Alemanno, todo o corpo diplomático, toda a Cúria, o diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho Juan Somavia e várias personalidades dos mundos político e empresarial. Sua Santidade o Papa Bento XVI aplaudiu longamente os músicos e agradeceu à Vacheron Constantin por seu apoio.

Depois do concerto, a Vacheron Constantin ofereceu um jantar comemorativo no Palazzo Brancaccio. Foram convidados os músicos e os clientes fiéis da Manufatura, bem como Cornelio Sommaruga, ex-presidente do Comitê internacional da Cruz Vermelha, que recebeu um prêmio do Vaticano por sua longa contribuição à internacional.

Sua Santidade o Papa Bento XVI conversa com Juan-Carlos Torres, CEO da Vacheron Constantin

Sua Santidade o Papa Bento XVI conversa com Juan-Carlos Torres, CEO da Vacheron Constantin

Inma Shara regendo a Brandenburgishes Staatsorchester Frankfurt

Inma Shara regendo a Brandenburgishes Staatsorchester Frankfurt

Cornelio Sommaruga no jantar organizado pela Vacheron Constantin depois do concerto

Cornelio Sommaruga no jantar organizado pela Vacheron Constantin depois do concerto